Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

A casa do Hóquei Clube de Braga, o Pavilhão das Goladas, inaugurado em 2002, tem projeto para ser requalificado.

Para o público, mais visível vai ser a criação de uma nova bancada, aumentando a capacidade para os 800 lugares sentados. Haverá ainda renovações nos lavabos e zona envolvente ao bar.

Para o funcionamento do clube destaca-se, sobre os atuais balneários, um novo rinque, sendo destinado sobretudo à formação; mas também haverá requalificações estruturais em gabinetes, salas de reuniões, balneários, salas de sauna e hidromassagem.

O presidente do Hóquei Cube de Braga, Luís Botelho, abordou alguns aspetos estritamente competitivos, sobre a época em curso na I Divisão nacional de hóquei em patins. “Por cima dos balneários, vamos fazer outro rinque, de apoio ao rinque principal. Não vai ter as medidas oficiais (40×20 metros) mas será um rinque para iniciação à patinagem e de apoio, para preparação física”, explica o presidente do Hóquei Clube de Braga.

Pavilhão das Goladas
“Vai dar-nos uma capacidade de muitas mais horas de ocupação de rinque, eliminando assim as listas de espera que nós temos para patinagem artística”, acrescenta ainda Luís Botelho, explicando que “temos nesta altura cerca de 100 atletas, um trabalho muito positivo”.

 “Isto deve-se ao coordenador da patinagem artística, o Nuno Ribeiro, e aos treinadores da patinagem artística”, reconhece, frisando que aquele aumento de instalações “fará com que a gente tenha possibilidade de quase duplicar o número de atletas de patinagem”.

Os números referem-se a “jovens de ambos os sexos”, sendo maioritária a presença na patinagem de meninas, numa proporção de 80/20.  Mas com a ampliação, segundo Luís Botelho, “para além da patinagem vai permitir-nos também mais horas de treino do hóquei em patins, na iniciação”. No Hóquei Clube de Braga, a iniciação à patinagem é possível a partir dos 4 anos, explica.  

Sobre quais os prazos previstos para a execução do projeto, o dirigente responde-nos que “há promessa de começar durante este ano; eu já estive em reuniões com a senhora vereadora [Sameiro Araújo] e com o arquiteto onde revela que na ocasião “foi transmitida ao Gabinete de Arquitetura da Câmara Municipal de Braga a prioridade que era o Pavilhão das Goladas. Espero que essa prioridade se concretize, e que, o mais rapidamente possível, o pavilhão entre em obras”.

Ainda de acordo com o presidente do clube, não há impedimento ao avanço dos trabalhos por eventual incompatibilidade com os jogos oficiais da época em curso.

“Haverá uma melhoria nas infraestruturas atuais, mas o projeto consiste essencialmente em zonas que não interferem diretamente com a nossa atividade desportiva; é a entrada lateral direita, é para aí que o pavilhão vai crescer, e depois é nos topos por detrás da baliza”, observa Luís Botelho, vincando que “pode-se fazer a obra de fora para dentro; teve-se o cuidado de maneira que a escola do Conservatório Calouste Gulbenkian, que tem lá aulas de manhã, possa ser condicionada pelo facto de estarmos em obras”. Em qualquer momento, acentua, “podem iniciar-se as obras sem interferir com a atividade desportiva. 

Fonte: Correio do Minho

Hóquei Clube de Braga

What's your reaction?
0Smile0Angry0LOL0Sad0Love